Nome bíblico em mulher é retirado na justiça

Nome bíblico em mulher é retirado na justiça

mudança-nome-bíblico

mudança-nome-bíblico

Uma mulher chamada Lóide (nome bíblico) conseguiu êxito na justiça, para mudar seu nome. Segundo ela, o nome “Lóide” foi escolhido por seus pais por serem evangélicos.

Na ação, a requerente argumentou que desde criança sempre sofreu gozações e constrangimentos em razão do referido nome, quando era apelidada de “mongoloide” ou, ainda, sendo comparada com o filme “Débi & Lóide”.

O juiz da Vara de Registro Público de São Paulo proferiu decisão favorável à requerente, autorizando a mudança de nome (o novo nome foi omitido no presente texto, para preservar a intimidade da requerente).

Para autorizar a alteração, o juiz exigiu certidões que comprovassem que a requerente não possuía dívidas ou pendências criminais, o que foi comprovado.

Ao fim do processo, a justiça autorizou que fosse emitido um mandado ao cartório de registro civil, com a cópia da sentença, para que fossem realizadas as devidas alterações.

Comentários: nomes bíblicos

O nome Lóide foi extraído do Novo Testamento (1ª Timóteo 1:5). Lóide era avó de Timóteo, discípulo do Apóstolo Paulo.

Muitas pessoas entram na justiça com pedido de mudança de nome, alegando que seus nomes, retirados de personagens bíblicos causam desconforto. Além disso, há, ainda, pedido de correções, como “Gideão”, no lugar de “Gedeão”, Emanuel, no lugar de “Emanoel” etc.

Adriano Martins Pinheiro é advogado em São Paulo, articulista e palestrante

Contatos: (11) 2478-0590 / Whatsapp (11) 99999-7566 / pinheiro@advocaciapinheiro.com

WhatsApp chat
%d bloggers like this: